Monday, February 7, 2011

Desculpem lá o meu egoísmo...


Desculpem lá se eu sou egoísta ao ponto de estar cansada de ouvir: " não é só a ti que te tiram" "não é só a D. Ana que está em tribunal" "não és a única desempregada" e por ai fora, epah desculpem lá se quando eu ligo para o tribunal e pergunto se ainda falta muitos mais anos para além dos 2 que já passaram para os Senhores decidirem obrigar o SR Pai dos meus filhos a pagar uns míseros 150eur mensais e me respondem, que como eu há muitas pessoas na mesma situação... e eu não me conformo e barafusto e grito e choro... se quando de 3 em 3 meses me tiram 20 eur do abono que já de si não é muito, e me dizem que "o estado o estado o estado"... e que eu tenho de me calar... e por aí fora... e mesmo assim eu não me calo, e grito e barafusto, e voam pratos, e voam copos, e malas, e sapatos, e tudo o que apanhar á minha frente, e só não voam os senhores do tribunal, pq tenho a certeza que para me prenderem não demoravam 2 anos!!!!!!!!!!
Por favor parem, mas a sério parem de me dizer "não és só tu" não é só a ti que tiram" .. eu acredito que haja por aí muitas pessoas em situação semelhante, mas não querendo ser egoísta, eu só posso gritar por mim, só posso barafustar por mim, porque quando no fim do mês chegam as contas não vejo cá mais ninguém pronto para as pagar, nem ninguém a dizer "não és só tu que vais pagar isso ana..."
Estou fula... estou cansada, estou farta, estou a desesperar...

2 comments:

Nuno Medon said...

olá! Casos como o teu, deveriam ser resolvidos em cinco minutos. É por isso que está tudo atrasado, nos tribunais. Se recebesse processos como o teu, obrigava o Pai, os Pais deste país a pagarem um tanto por mês aos filhos e pronto. Para quê demorarem tanto tempo a decidir? A parte que não vive com os filhos ( seja os Pais ou Mães que não tenham a custódia das crianças ) deveriam ser todos obrigados a dar o estipulado pelo tribunal e esses casos, podiam-se resolver em cinco minutos em tribunal. Quem fala no Pai dos teus filhos ( por causa do teu Post ), o mesmo serve para aquelas Mães que não sabem tomar conta dos filhos, mas que também não deixam o Pai das crianças ficar com a custódia, como em certos casos, que já têm dado na televisão. beijos e oxalá o teu caso, se resolva depressa. força!

Nuno Medon said...

Não sou advogado nem Juíz.. ali disse " se recebesse casos como o teu ", caso tivesse uma dessas profissões..... melhor do Pé ? beijos